Livre – Cheryl Strayed

By on 08/12/2014

 “Todo processo de transformação pessoal depende de entrega e aceitação”

Sinopse: Aos 22 anos, Cheryl Strayed achou que tivesse perdido tudo. Após a repentina morte da mãe, a família se distanciou e seu casamento desmoronou. Quatro anos depois, aos 26 anos, sem nada a perder, tomou a decisão mais impulsiva da vida: caminhar 1.770 quilômetros da Pacific Crest Trail (PCT) – trilha que atravessa a costa oeste dos Estados Unidos, do deserto de Mojave, através da Califórnia e do Oregon, em direção ao estado de Washington – sem qualquer companhia. Cheryl não tinha experiência em caminhadas de longa distância e a trilha era bem mais que uma linha num mapa. Em sua caminhada solitária, ela se deparou com ursos, cascavéis e pumas ferozes e sofreu todo tipo de privação.

Em Livre, a autora conta como enfrentou, além da exaustão, do frio, do calor, da monotonia, da dor, da sede e da fome, outros fantasmas que a assombravam. “Todo processo de transformação pessoal depende de entrega e aceitação”, afirma. Seu relato captura a agonia, tanto física quanto mental, de sua incrível jornada; como a enlouqueceu e a assustou e como, principalmente, a fortaleceu.

O livro traz uma história de sobrevivência e redenção: um retrato pungente do que a vida tem de pior e, acima de tudo, de melhor.

Comentário: Podemos comparar um pouco o LIVRE (Wild) a NA NATUREZA SELVAGEM (Into the Wild), sendo que considero a obra de Krakauer mais profunda em termos literários e humanos. Mas os dois livros seguem a mesma trilha da purificação, de resolver os seus problemas internos durante uma longa jornada… a grande diferença é que em LIVRE, você é provocado a todo momento, mas recebe todas as respostas. Já em INTO THE WILD, com a morte de Chris McCandlles, ele nos deixou a difícil missão de buscarmos as respostas para tantas questões que não foram resolvidas em sua viagem. E aí que está a graça de tudo, ele nos provoca a encontrarmos as nossas respostas.

Mas LIVRE também é um livro muito profundo, a autora narra todas os problemas de sua vida e a caminhada de 1.770 quilômetros por parte da Pacific Crest Trail serve como um pano de fundo para a sua história. A dureza de caminhar sozinha durante três meses acaba parecendo um alívio em comparação da vida conturbada que estava tentando deixar para trás.

Li este livro em agosto de 2014, a capa ainda era a original, como aparece na versão de eBook, agora com o lançamento do filme, que aconteceu nesta última sexta-feira, 5 de dezembro, nos Estados Unidos e que deve ser lançado no Brasil na primeira quinzena de janeiro de 2015, na capa do livro impresso você encontrará a atriz Reese Witherspoon, que interpreta a protagonista.

Outra questão interessante para nós que amamos fazer trekking, é que sempre encontramos com pessoas nas trilhas, nos campings e nos refúgios, e por mais que passamos algumas horas juntos conversando, compartilhando um pouco de nossas vidas, nunca imaginamos o que aquela pessoa está passando ou qual o real motivo que a levou para a trilha. Como sempre, cada pessoa é um mundo diferente, e agora fico imaginando todas aquelas pessoas com quem ela encontrou e conviveu por algum momento, descobrindo todas as suas dores e sofrimentos através do livro e do filme. Será que se soubessem da tribulação por qual ela passava as pessoas a ajudariam mais? Será que nós mesmos quando encontramos alguém em uma trilha evitamos de compreender o momento e a situação das pessoas? Será que somos muito superficiais ou essa é uma proteção para mantermos a nossa individualidade?

Este é um livro para todas as pessoas de todas as idades, mas com certeza atingirá o público feminino em cheio. Recomendo que você leia o livro antes da chegada do filme. Boa leitura!

Fonte: http://www.extremos.com.br
Contato: elias@extremos.com.br

Serviço:

livre-1  livre-2

Título: Livre: A Jornada de uma Mulher em Busca do Recomeço.
Título Original: Wild: From Lost to Found on the Pacific Crest Trail.
Autora: Cheryl Strayed.
Edição: 1ª Ed./2013
Editora: Objetiva

5.00 avg. rating (100% score) - 1 vote